quinta-feira, 31 de março de 2016

(37)POR CÁ: CINEMA GRÁTIS PRÓS MAIS PEQUENOS!(post informativo)

POR CÁ: A CÂMARA DE TAROUCA VAI OFERECER UMA SESSÃO DE CINEMA GRÁTIS!

SESSÃO DE CINEMA GRATUITA PARA OS MAIS PEQUENOS
CINEMA DIGITAL: Alvin e os Esquilos | 1 abril (14h30) | Sessão Gratuita | Auditório Municipal Adácio Pestana - Tarouca

Reservas: 254 677 005

Página gostada · Ontem 


«SESSÃO DE CINEMA GRATUITA PARA OS MAIS PEQUENOS
CINEMA DIGITAL: Alvin e os Esquilos | 1 abril (14h30) | Sessão Gratuita | Auditório Municipal Adácio Pestana - Tarouca

A pensar nos mais novos e na ocupação dos seus tempos livres no culminar destes dias de férias, o Município de Tarouca irá promover uma sessão de cinema gratuita às crianças e jovens. Assim, no próximo dia 1 de abril, pelas 14h30, no Auditório Municipal Adácio Pestana, os mais pequenos poderão ver o filme “O Alvin e os Esquilos: a grande aventura”.» (In Facebook da Câmara de Tarouca)

NB:NOS COMENTÁRIOS ESTÁ UM BREVE RESUMO!:)

quarta-feira, 30 de março de 2016

(36)REGIÃO DOURO SUL: A SAÚDE NA ORDEM DO DIA!


Resultado de imagem para hospital+imagem
[CAROS BLOGUISTAS: A SAÚDE ESTÁ NA ORDEM DO DIA DOS POLÍTICOS LOCAIS/REGIONAIS E DOS QUE NOS REPRESENTAM NA AR. SIM, EM JANEIRO A DEPUTADA SOCIALISTA MARISABEL MOUTELA LEVOU AO CONHECIMENTO DA TUTELA O TEXTO DESTE POST E NA PRÓXIMA SEXTA-FEIRA VAI HAVER UM "SEMINÁRIO" ONDE SERÁ DADO A CONHECER O PROGRAMA "REDE SOCIAL SAÚDE". O Dr DOMINGO DOMINGOS É UM DOS ORGANIZADORES E DIZ QUE ESTE PROGRAMA VISA A PROXIMIDADE E A HUMANIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE SAÚDE (ver postes 26 e 33). SERÁ QUE VÃO EXISTIR UMA UNIÃO DE ESFORÇOS?!ProfAnónima]

«DEPUTADOS DO PARTIDO SOCIALISTA (PS) QUESTIONAM FUNCIONAMENTO DO HOSPITAL DE LAMEGO

O Hospital de Lamego, que integra o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD), serve cerca de 100 mil habitantes dos concelhos do Douro Sul, aos quais se têm vindo a juntar as populações dos concelhos de Mesão Frio, Santa Marta de Penaguião, Régua, parte de Cinfães e Castro Daire.

Cada vez mais recorrem a este hospital sobretudo pela diminuição de custos com as deslocações, nomeadamente a poupança nas portagens na A24 e pela proximidade geográfica.

Tendo representado um investimento de mais de 45 milhões de euros e tendo sido inaugurado no inicio do ano de 2013, apresenta-se com graves carências que conduzem a lacunas inaceitáveis na prestação de cuidados de saúde:

1. As trinta camas de internamento têm uma taxa média anual de ocupação superior a 145%, com internamento de doentes em macas nos corredores, nomeadamente no serviço de urgência, por períodos médios de 4 a 5 dias, a aguardar vaga nos serviços.

2. Não possui exames de diagnóstico (TAC), apesar de a sala do seu serviço de radiologia estar preparada para a sua colocação, inserida na plataforma PACS e possuir técnicos para o efeito.

3. O banco de sangue foi suspenso há cerca de dois anos e a inexistência de reservas de unidades de sangue para transfusões sanguíneas em situações de emergência coloca em sério risco de vida a população.

4. A cirurgia de ambulatório de ortopedia foi suspensa há mais de oito meses, a consulta externa de endocrinologia foi suspensa há seis, tal como consultas de outras especialidades que passaram a efetuar-se em Vila Real.

5. Há uma série de patologias do âmbito da especialidade da cirurgia que poderiam ser tratadas em internamento hospitalar em Lamego, nomeadamente colecistite aguda, pancreatite aguda, isquemias dos membros inferiores, hemorragia digestiva e que não necessitariam de ir para Vila Real para ali serem internados, assim se evitando custos de deslocação e melhor capacidade de resposta atenta a sobrelotação do Hospital de Vila Real.

Face ao exposto, os deputados do Grupo Parlamentar do Partido Socialista, António Borges, João Paulo Rebelo e Marisabel Moutela, vêm por intermédio de V. Exa, Senhor Presidente da Assembleia da República, questionar o Senhor Ministro da Saúde sobre o seguinte:

1. É verdade que metade do edificado hospitalar encontra-se absolutamente inativo?

2. Qual foi o número de TAC realizadas a utentes da área de influência do Hospital de Lamego na Unidade Hospitalar de Vila Real?

3. Destes quantos tiveram transporte associado e qual o valor desses custos suportados financeiramente pelo CHTMAD?

4.Sabe-se que nos três anos anteriores foram realizados a utentes do ACES Douro Sul exames de diagnóstico cujo montante foi pago ao setor convencionado. Quais os seus valores?

5. Que investimentos estão previstos em novos equipamentos neste hospital?

Lisboa, 12 de janeiro de 2016

Os deputados 
António Borges 
João Paulo Rebelo 
Marisabel Moutela»

[TEXTO POSTADO POR UMA RÁDIO LOCAL E PARTILHADO POR VÁRIAS INDIVIDUALIDADES DA REGIÃO]

(35)POLÍTICA NACIONAL: OS PILARES DA REFORMA PRÓ PAÍS!(post informativo)

[TRAZIDO DO JORNAL SOL-29/3/2016]

POLÍTICA NACIONAL: E DEPOIS DA PROMULGAÇÃO DO OGE/16 EIS QUE SURGEM AS PROMETIDAS REFORMAS!(informação)

«Costa apresenta os seis pilares para reformar o país

A sala do centro de congressos de Lisboa encheu-se para ouvir o Plano Nacional de Reformas (PNR) mas o que António Costa tinha para apresentar era "o processo de elaboração " do documento que terá de entregar em Bruxelas até ao final do mês de abril.

O primeiro-ministro prometeu passar o próximo mês a ouvir os "agentes sociais, políticos, económicos e culturais" para o PNR, mas para já tem seis pilares em torno dos quais quer moldar uma agenda de reformas "para os próximos cinco anos".

Costa, que citou a intervenção de ontem do Presidente por duas vezes, diz que concorda com o Presidente quando este diz que está na altura de iniciar um "novo ciclo" e que é preciso "estabilidade" para que o país cresça. 

Por isso, recusou olhar para o passado e até partiu de um gráfico com cinco anos de evolução do PIB para mostrar que os problemas não são só resultado da ação de um ou de outro governo. Mas não resistiu a dizer que a agenda de reformas de que o país precisa para quebra o ciclo de estagnação dos últimos 15 anos "não é compatível com choques nem com atalhos".

Seis prioridades 

Costa não promete um "choque fiscal nem um choque de empobrecimento nem um choque de conhecimento ". Mas define seis prioridades: a qualificação das pessoas, a inovação na economia, a valorização do território, a modernização do Estado e do sistema de Justiça, a capitalização das empresas e o reforço da coesão e da igualdade social.

Este é o ponto de partida para a estratégia de Costa, que já encontra correspondência em programas concertos como o regresso das qualificações para adultos das Novas Oportunidades, o regresso do Simplex e o lançamento do programa Capitalizar lançado pelo ministério da Economia para ajudar PME a aceder a capitais para investir.

Se nos últimos anos o PNR e o Programa de Estabilidade e Crescimento têm sido momentos para apresentar cortes, António Costa diz que está na altura de começar a ler melhor as recomendações dos relatórios da Comissão Europeia onde foi buscar as observações sobre estes seis pilares que apresentou, em vez de se concentrar nos reparos sobre défice e dívida.

Costa acha que a relação com a Europa deve ser uma oportunidade para lançar mais investimento e dá como exemplo um programa de melhoria de eficiência energética apoiado em fundos do Plano Juncker.

"Não temos lido com atenção o que tem sido escrito pela Comissão Europeia ", defende o primeiro-ministro, explicando que estas medidas não têm de passar por cortes, apesar de preverem uma reforma do Serviço Nacional de Saúde "que é uma reforma estrutural na medida que a Europa tanto gosta" por permitir "fazer mais com menos", mas começando com investimento em mais e melhores cuidados primários e cuidados continuados.

Com esta apresentação, Costa deu o pontapé de saída para uma discussão do Plano Nacional de Reformas que continua amanhã no Parlamento e depois de amanhã com os parceiros sociais, estendendo-se ao longo de todo o mês.»

NB:ESTE ASSUNTO SERÁ DEBATIDO LOGO À TARDE NA AR, AQUANDO DO DEBATE QUINZENAL!

terça-feira, 29 de março de 2016

(34)JUSTIÇA/SAÚDE: UM BOM EXEMPLO VINDO DO SNS?!(ele diz que sim...)

[TRAZIDO DO JORNAL SOL-9/2/2016]

ARTIGO DE OPINIÃO: CIDADÃO ACONSELHA MINISTRA DA JUSTIÇA A "COPIAR" O COLEGA DA SAÚDE!

«Opinião

A ministra da Justiça devia falar com o colega da Saúde

Nesta semana, a Justiça brindou-nos com mais uma história pesada. Não estou a referir-me ao caso de José Eduardo Martins, ex-deputado do PSD e por acaso advogado, que foi levado sob detenção para uma esquadra de Polícia depois de ter faltado (e, por isso, até pago a devida multa) ao dia marcado para prestar depoimento num inquérito em que o próprio é queixoso, por causa do quarto assalto à sua casa de férias em Grândola. Trata-se mais de uma bizarria – quero acreditar que com alguma explicação relativamente simples, como a dos produtos que saem com defeito de uma cadeia de produção mecânica.

Verdadeiramente pesada é a história de uma família que perdeu a mãe em julho de 2001: foi notícia esta semana porque o que o Tribunal Central Administrativo Norte condenou o Centro Hospitalar de São João, no Porto, a pagar a essa família uma indemnização de 105 mil euros por atos médicos que levaram a mãe a um estado vegetativo durante oito anos, até morrer, em 2009.

Leram bem: vai fazer 15 anos que a senhora, grávida, foi submetida a uma cesariana durante a qual teve de ser entubada, ato médico que foi mal executado e lhe provocou uma paragem cardíaca e danos cerebrais irreversíveis. A bebé sobreviveu – tem agora 14 anos e viu a mãe morrer quando tinha sete. A decisão judicial surge passados estes anos todos e o hospital, se não tiver vergonha, ainda pode recorrer para o Supremo Tribunal Administrativo.

Ao pé destes 15 anos, como não sorrir perante lamentos como os de José Sócrates, quando reclama por estar sob suspeita da Justiça há pouco mais de um ano?

Por coincidência, foi também notícia a entrada em funcionamento, no dia 1, do Portal do Serviço Nacional de Saúde. Através dele pode aceder-se a serviços que já existiam online, como a marcação de consultas e a renovação de receitas de medicamentos. Mas passa a ter-se algo tão ou mais precioso: o acesso a informação prática e útil, como a de saber quantas pessoas estão no momento à espera nas urgências de cada hospital e qual a previsão de atendimento consoante o nível de gravidade. Ou o tempo médio de espera para consultas e cirurgias. As informações nem sempre são simpáticas, claro. Mas a iniciativa – justificada pelo ministro da Saúde como «uma forma de estabelecer uma relação diferente com os cidadãos, com os dirigentes e com os responsáveis», colocando «online a responsabilidade» de cada parte – só pode ser aplaudida.

É neste ponto que a ministra da Justiça bem poderia falar com Adalberto Campos Fernandes e implementar igual sistema nos tribunais do país. Mas não apenas, como disse Francisca Van Dunem na terça-feira, no Parlamento, para que o cidadão, ao entregar uma ação num tribunal, fique logo a saber o prazo previsível – de meses ou anos – para a sua resolução (algo que já é feito em Vila Real).

É preciso ir mais longe: poder ver-se quais são os tribunais efetivamente estrangulados, o número de processos que cada magistrado tem em mãos e há quanto tempo, o número de arguidos ou o valor que está em causa. E isto desde os tribunais de primeira instância aos superiores.

Para tal, o que a Justiça precisa urgentemente é de um sistema informático operacional e fiável – que permita a funcionários, magistrados e advogados trabalhar e prestar contas, e ao cidadão fiscalizar e saber em que termos recorre à Justiça.

paula.azevedo@sol.pt»

NB:TERÁ SIDO ESTE SISTEMA QUE PERMITIU DETECTAR QUE UM CENTRO HOSPITAL USAVA UM "EXPEDIENTES-INTELIGENTE" PRA ADIAR CIRURGIAS?! SERÁ QUE ESTE SISTEMA, SE APLICADO À JUSTIÇA, IRIA EVITAR AS FAMOSAS E (IN)CONVENIENTES PRESCRIÇÕES?!

segunda-feira, 28 de março de 2016

(33)POR LAMEGO VAI ACONTECER: APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA REDE SOCIAL SAÚDE!

POST INFORMATIVO: DIVULGAÇÃO DO PROGRAMA DA REDE SOCIAL SAÚDE DA REGIÃO DOURO SUL!
Rede Social Saúde
PROJETO REDE SOCIAL SAÚDE APRESENTA-SE PUBLICAMENTE EM LAMEGO
No contexto do evento Cidadania em Saúde - Douro Sul 2016, que decorre no próximo dia 1 de abril, pelas 14:00 horas, em Lamego, será apresentado o projeto Rede Social Saúde.
O evento Cidadania em Saúde contará com a presença do Reverendíssimos Bispo de Lamego, D. António Couto, do Professor Rui Nunes e Dr. Rui Cernadas, para além de muitos autarcas da região e outras autoridades locais e regionais e líderes de instituições. 

O projeto Rede Social Saúde é uma iniciativa que congrega instituições do Douro Sul com um desafio central: ampliar e melhorar a oferta e os cuidados de saúde prestados aos cidadãos desta região.
A estratégia do projeto passa pelo desenvolvimento de trabalho em rede, entre instituições, autarquias e unidades de saúde do Serviço Nacional de Saúde, procurando otimizar as respostas da área da saúde, de estruturas com um papel já significativo na região, como são as pertencentes a Misericórdias e outras IPSS.
O papel da Rede Social Saúde passa também pelo reforço da capacidade crítica e de intervenção, das instituições sociais.
A Santa Casa da Misericórdia de Lamego é a instituição âncora do projeto e, deste modo, a estrutura impulsionadora e de implementação do projeto.
A Rede Social Saúde conta com a adesão de Instituições dos diversos concelhos do Douro Sul.
Alicerçado numa linha de valores que estarão sempre presentes na atividade da Rede Social, que são: a proximidade, a integração e a humanização - este projeto é uma ponta de esperança para a urgente necessidade de criação de escala e um modelo de trabalho com aproveitamento de sinergias, em favor dos cidadãos.
A entrada no evento é livre e apela-se a que todas as instituições, autarquias, organizações diversas e cidadãos, profissionais de saúde incluídos, venham conhecer este projeto e ouvir personalidades de relevo.

domingo, 27 de março de 2016

(32)DOMINGO DE PÁSCOA: MENSAGEM DO PAPA FRANCISCO!(2016)


[TRAZIDO DO DIÁRIO DIGITAL-27/3/2016]
Resultado de imagem para papa francisco beija pés a 11 refugiados
«Papa Francisco fala contra «rejeição» de refugiados na Europa

O papa Francisco falou hoje contra a rejeição de migrantes e de refugiados, durante a sua mensagem de Páscoa, numa altura em que a Europa enfrenta a maior crise de refugiados desde a Segunda Guerra Mundial.

«A mensagem de Páscoa de Cristo ressuscitado convida-nos a não nos esquecermos daqueles homens e mulheres que estão à procura de um futuro melhor. [Há] uma onda cada vez maior de migrantes e refugiados que estão a fugir da guerra, da fome, da pobreza e da injustiça social», afirmou.

«Muitas vezes, estes nossos irmãos e irmãs encontram-se pelo caminho com a morte ou, em qualquer situação, com a rejeição dos que podem oferecer-lhes as boas-vindas e assistência», acrescentou ainda o pontífice. Diário Digital / Lusa»
NB:RECORDÁMOS QUE PRÓ TRADICIONAL LAVA-PÉS, PAPA FRANCISCO ESCOLHEU REFUGIADOS DE DIFERENTES RELIGIÕES!:) 

(31)CURIOSIDADE: COMO É MARCADO O DOMINGO DE PÁSCOA?


   Porque é que o dia de Páscoa está sempre a mudar?  
[IN JORNAL SOL-27/3/2016]

CURIOSIDADE: POR QUE MUDA O DIA DE PÁSCOA?


«Porque é que o dia de Páscoa está sempre a mudar?

Tudo depende do calendário que seguimos. A Páscoa, dia em que os cristãos celebram a ressurreição de Jesus Cristo, ocorre no primeiro domingo após a ‘Lua Cheia Pascal’ (a primeira lua cheia de Primavera), explica a revista Time.

Esta lua cheia ocorre sempre após o equinócio de Primavera, estipulado como sendo a 21 de Março pela Igreja Cristã no Concílio de Niceia, em 325 D.C., e pelo calendário gregoriano, introduzido pelo Papa Gregório XIII, em 1582.

Assim sendo, a Time explica que a Páscoa pode calhar entre os dias 22 de Março e 25 de Abril.

É também por isso que os dias que antecedem o Domingo de Páscoa, como a Quarta-feira de Cinzas e a Sexta-feira Santa, são considerados ‘festividades móveis’.

No entanto, os ortodoxos não adoptaram esta forma de decidir quando calha a Páscoa e optaram por se guiar pelo calendário juliano, adoptado por Júlio César em 45 A.C. Este calendário tem uma diferença de 13 dias para o gregoriano. Isso faz com que “a Páscoa ocorra mais tarde para os ortodoxos do que para os que seguem a Igreja Protestante ou Apostólica Romana”, explica a Encyclopedia Britannica, citada pela Time.»

sexta-feira, 25 de março de 2016

(30)POR CÁ: ACTIVIDADES PRÓ 4º FDS!(março/16)

CAROS BLOGUISTAS: AQUI FICAM ALGUMAS ACTIVIDADES PREVISTAS PRA ESTE FIM-DE-SEMANA, MUITO MARCADO PELO "DOMINGO DE PÁSCOA"!:)





(ATENÇÃO À MUDANÇA DA HORA)







1-SEXTA: Via Sacra

(saiba mais sobre o tríduo pascal no post 28)

2-CINEMA: Sexta e Sábado à noite

(um filme muito adequado à época:veja o resumo nos comentários)

3-DESPORTO: Sábado 

3.1-FUTEBOL DE ONZE


3.2-FUTSAL MASCULINO


VOTOS DE UMA PÁSCOA FELIZ!

A MODERADORA PRINCIPAL DO TARPOUCAndo.

NB: RECORDAMOS QUE NO DIA 1 DE ABRIL, VAI SER APRESENTADO PUBLICAMENTE O PROJECTO "REDE SOCIAL SAÚDE", RELATIVO À REGIÃO DOURO SUL!(ver post 26)

quinta-feira, 24 de março de 2016

(29)POR CÁ: CMT E UTAD ASSINAM PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO!(post informativo)

[TRAZIDO DO JORNAL DO CENTRO-23/3/2016]
Tarouca 2
«MUNICÍPIO DE TAROUCA ASSINA PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO COM UTAD

O Município de Tarouca assinou, no passado dia 18 de março, um protocolo de colaboração com a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

A cerimónia decorreu na Biblioteca Central da UTAD, na qual esteve presente o Vice Presidente da Câmara Municipal de Tarouca, José Damião, o Presidente da CCDR-N, Emídio Gomes e o Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes.

O protocolo tem como objetivo a cooperação entre a CMT e a UTAD, tendo em vista a consultoria e apoio técnico nas várias áreas do conhecimento e investigação desenvolvidas pela UTAD.

O novo Quadro Estratégico Comum (QEC) 2014-2020 apresenta um conjunto de oportunidades que o município pretende potenciar para o desenvolvimento económico e social do território, e a UTAD possui competências de investigação e de formação em áreas fundamentais para apoiar a conceção e a implementação das estratégias de promoção e de desenvolvimento do município, assegurando, desta forma, um acompanhamento de elevada qualidade científica e técnica aos projetos que venham a ser desenvolvidos.

Assim, a parceria estabelecida “vem firmar o compromisso de cooperação entre a autarquia e a UTAD com vista ao desenvolvimento do nosso território”, refere o Vice Presidente da autarquia, José Damião.»

quarta-feira, 23 de março de 2016

(28)POR CÁ:O TRÍDUO PASCAL NA PARÓQUIA DE S.PEDRO DE TAROUCA!(2016)


POST INFORMATIVO: O TRÍDUO PASCAL NA PARÓQUIA DE S.PEDRO






*NÃO ESQUECER DE MUDAR A HORA!

(27)AMBIENTE: O QUE SE PASSA COM O CLIMA?!(relatório da omm)

[TRAZIDO DO DIÁRIO DIGITAL-21/3/2016]

AMBIENTE: AS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS SÃO UMA REALIDADE!

Resultado de imagem para imagens arvore
«Mudanças climáticas estão a avançar a um ritmo «sem precedentes», alertam meteorologistas

O ano de 2015 e as temperaturas de janeiro e fevereiro deste ano bateram todos os recordes, anunciou hoje a Organização Meteorológica Mundial (OMM), avisando que as mudanças climáticas estão a avançar a uma velocidade «sem precedentes».
 
De acordo com um comunicado do novo presidente da organização, Petteri Taalas, as mudanças climáticas nos primeiros dois meses deste ano elevaram-se a novos patamares, seguindo um ano de 2015 que já tinha "batido todos os recordes por uma ampla margem".

"A alarmante taxa de mudanças a que estamos a assistir no nosso clima como resultado das emissões de gás com efeito de estufa não tem precedentes nos registos modernos", acrescentou o responsável, que salientou que já no ano passado estas alterações tiveram como efeito um aumento do nível do aumento, uma diminuição do gelo nos oceanos e eventos meteorológicos extremos um pouco por todo o mundo.

A subida das temperaturas neste ano foram especialmente alarmantes, como um "estalo na cara", disse o diretor do Programa de Pesquisa sobre o Clima Mundial, Dave Carlson, quando apresentava o relatório aos jornalistas, em Genebra.

"Há uma tendência de aumento [das temperaturas] imparável", vincou, acrescentando que "as chocantes altas temperaturas até agora, neste ano, mandaram ondas de choque para toda a comunidade científica que estuda o clima".

Fevereiro foi o mês mais quente desde que há registos modernos, com uma temperatura média de 1,21 graus Celsius acima da média do século XX.

"O nosso planeta está a enviar uma mensagem poderosa aos líderes mundiais para que assinem e implementem o Acordo de Paris agora antes de passarmos o ponto de não retorno", disse o responsável, vincando que "os planos e acordos nacionais que foram até agora adotados não são suficientes para impedir um aumento da temperatura de 3 graus", o dobro do que foi acordado em Paris.»

Daqui:«http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=817499»

NB:AS ÁRVORES NÃO CONSEGUEM RESOLVER TODOS OS PROBLEMAS CAUSADOS PELA POLUIÇÃO, MAS AJUDAM!

terça-feira, 22 de março de 2016

(26)SAÚDE: UM TEXTO OPINATIVO E INFORMATIVO!(domingos nascimento)

[TRAZIDO DO VIVADOURO Nº12-MARÇO/2016]
12295015_1025542170831145_1462418590_o


CAROS BLOGUISTAS: AQUI DEIXAMOS MAIS UM ARTIGO DE OPINIÃO DO Dr DOMINGO NASCIMENTO, PUBLICADO NO VIVADOURO, ONDE NOS FALA DE UM NOVO PROJECTO, NA ÁREA DA SAÚDE, A SER LANÇADO MUITO EM BREVE!


PROJECTO REDE SOCIAL SAÚDE

«Há Douro Sul – Em Rede

Será apresentado no próximo dia 1 de Abril – e não é mentira – o Projeto Rede Social Saúde.

Este projeto congrega, num propósito comum, diversas Instituições de concelhos do Douro Sul.

O grande objetivo estratégico é o de construir escala, dando assim, mais força e capacidade crítica às Instituições sociais desta região, para já, na área da saúde.

Os objetivos operacionais são claros e facilmente percebidos, e prendem-se com a otimização das respostas em saúde das diferentes Instituições e a promoção de sinergias, facilitando a eficiência das estruturas de saúde, com um papel já muito significativo neste território, de propriedade de Misericórdias ou Outras IPSS,s.

A Rede Social saúde, tem como Instituição âncora, a Santa Casa da Misericórdia de Lamego que será assim a estrutura impulsionadora de implementação do projeto.

A Rede social saúde, tem como DESAFIO MAIOR e que acaba por constituir a sua missão: MAIS E MELHORES CUIDADOS DE SAÚDE para os cidadãos do Douro Sul, fomentando o trabalho em rede, entre as instituições fundadoras, outras instituições, autarquias e as unidades de saúde do serviço nacional de saúde.

A linha de valores presentes nesta rede social são: proximidade – integração -humanização.

Para dar início a este projeto inovador e potenciador de desenvolvimento no Douro Sul, terá lugar no dia 1 de Abril o evento Cidadania em Saúde – Douro Sul 2016. Este evento que aproveita para apresentar a Rede, é o início de um conjunto de dinâmicas a realizar em todos os concelhos na área da saúde.

Há uma vontade concreta de construir caminho comum e há uma força imensa para fazer diferente.

E, na sequência da visão que tenho vindo a defender, este é um passo importante e demonstrativo de que é possível caminhar de mãos dadas sem comprometer a identidade e a autonomia de cada instituição.

Este projeto é o exemplo de uma iniciativa da sociedade mas acarinhado pelos Autarcas, deixando bem claro que este território tem futuro e que, paulatinamente, a união de esforços vai acontecendo.

Venham daí outros projetos!

Douro Sul

A cidade que se impõem!»

Daqui:«http://www.public.vivadouro.org/opiniao/ha-douro-sul-em-rede/»

(25)O AUDITÓRIO LOCAL APRESENTA: O JOVEM MESSIAS!(por cá)

O AUDITÓRIO MUNICIPAL DE TAROUCA APRESENTA: "O JOVEM MESSIAS", UM FILME QUE PROMETE!-(RESERVE JÁ O SEU BILHETE - 254 677 005)


AQUI DEIXAMOS ALGUMAS IMAGENS:





*


**



***


****


*****


******



NB:ESTE POSTE FOI CONSTRUÍDO COM IMAGENS TRAZIDAS DO FACEBOOK DO Sr JORGE AMARO!

segunda-feira, 21 de março de 2016

(24)DIA ESPECIAL: PR E PM ASSINALAM O DIA INTERNACIONAL DA FLORESTA!


[TRAZIDO DO SITE DA TSF-21/3/2016]

DIA MUNDIAL DA ÁRVORE: BELÉM E S.BENTO JUNTAM-SE PRA ASSINALAR ESTE DIA!


«DIA DA ÁRVORE-21 DE MARÇO DE 2016
Resultado de imagem para imagens arvore
Semear o futuro. PR e PM plantaram uma magnólia ao lado do Convento de Mafra

Um momento acompanhado por dezenas de jovens com quem Marcelo Rebelo de Sousa conversou e tirou várias fotografias.

Marcelo Rebelo de Sousa chamou para o seu lado o primeiro-ministro, António Costa, para o momento em que iria plantar uma árvore, rodeado de centenas de estudantes do ensino secundário do concelho.

O primeiro-ministro respondeu à chamada do Presidente da República, calçaram as luvas e colocaram juntos o arbusto no canteiro, num pequeno jardim ao lado do Palácio Nacional de Mafra.

"É a cooperação institucional", disse Costa, pegando em seguida no regador.

"Vai regar o futuro", respondeu Marcelo, perante as câmaras de televisão.»

No endereço que se segue poderá ver o vídeo: «http://www.tsf.pt/politica/interior/semear-o-futuro-pr-e-pm-plantaram-uma-magnolia-ao-lado-do-convento-de-mafra-5088189.html»

NB:MUITOS SÃO OS QUE DEFENDEM A TERMINOLOGIA DA FLORESTA, PORQUE QUANDO EXISTEM INCÊNDIOS, NÃO SÃO SÓ AS ÁRVORES QUE DESAPARECEM MAS TODA A FAUNA E FLORA EXISTENTE NO LOCAL!:)

domingo, 20 de março de 2016

(23)E PQ HOJE É DOMINGO, RECORDEMOS O CASO DO FRANCISCO!(26 anos escravo)

[TRAZIDO DO JORNAL PÚBLICO-19/3/2016]-[UM CASO DE ESCRAVATURA EM PORTUGAL!]

CAROS BLOGUISTAS: E PORQUE HOJE É DOMINGO, QUEREMOS RECORDAR O CASO DO FRANCISCO QUE VIVEU 26 ANOS ESCRAVIZADO EM PORTUGAL. SIM, EM PORTUGAL TAMBÉM VÃO ACONTECENDO DESTAS COISAS! MAS, TAL COMO DIZ O DITADO, UM MAL NÃO VEM SÓ E O FRANCISCO ACABOU POR MORRER SEM VER QUE SE FIZESSE JUSTIÇA!  VOTOS DE BOA LEITURA!
«“Francisco”, escravizado 26 anos, morreu sem o seu caso chegar a julgamento

Viveu numa quinta no Alentejo, às mãos de um casal com dois filhos, privado de ter namoradas e sem nunca ganhar um tostão. “Francisco” morreu em Novembro. Só agora o DIAP está em vias de emitir um despacho que, tudo indica, deve ser de acusação.

Esteve escravizado às mãos de uma família portuguesa, no Alentejo, durante 26 anos. Morreu aos 65, a 3 de Novembro de 2015, sem o seu caso ir a julgamento. E sem ter alguém da família ao seu lado. “Francisco”, nome fictício, foi feito prisioneiro de um homem e de uma mulher, e dos seus dois filhos, acusados de não lhe pagarem qualquer remuneração pelo trabalho no gado e na agricultura numa quinta em Évora e de lhe retirarem os documentos de identificação durante 26 anos.

Recentemente, a Polícia Judiciária remeteu o inquérito com proposta de acusação do crime de escravidão ao Ministério Público. O Departamento de Investigação e Acção Penal de Évora está em vias de proferir um despacho final e, pela leitura do que está no processo, tudo indica que seja de acusação. Se assim for, segue-se o julgamento. O crime de escravidão é punido com pena de 5 a 15 anos. Segundo dados do Ministério da Justiça, houve 10 condenações por crimes de escravidão nos tribunais de primeira instância entre 2007 e 2013 - sendo que parte da informação está protegida por segredo estatístico quando o número de condenados é inferior a três. Os dados de 2014 e 2015 ainda não foram compilados, mas em 2014 o Tribunal de São João no Porto condenou 13 pessoas naquele que ficou conhecido até agora como o maior processo de escravatura em Portugal. No ano passado, deram entrada na Polícia Judiciária 14 inquéritos relativos a este crime (foram 16 em 2014 e 12 em 2013).

“Em 26 anos nunca vi 5 tostões. Zero”, disse ao PÚBLICO em entrevista em Dezembro de 2013, três meses depois de ter escapado da quinta, ajudado por um amigo e pela GNR. Tinha um tumor nos pulmões, detectado logo quando foi acolhido. Até então não tinha recebido qualquer tratamento médico para a doença.

Além de não lhe pagarem e de lhe terem confiscado os documentos de identificação, os patrões privaram-no também de ter uma namorada ou de ter relações sexuais ao longo da sua vida adulta quase toda, acusava Francisco.

A patroa, Susana, tinha quase 60 anos, e o patrão, Fábio, quase 70 (nomes fictícios). Tinham dois filhos, rapazes, um nascido no início dos anos 1980, o outro em meados dessa década, agora também acusados do crime de escravidão. A Francisco davam apenas um dia de descanso, o domingo. Puseram-no a dormir num anexo da sua quinta em Évora.

Quando entrevistámos Francisco em 2013, o processo ainda estava em segredo de justiça e as informações, por uma questão de protecção, eram vagas. Francisco estava, na altura, aos cuidados da associação Saúde em Português, que gere um Centro de Acolhimento e Protecção a vítimas de tráfico de seres humanos do sexo masculino. Foi com eles que ficou até ao final da vida.

Agora, conseguimos verificar que a quinta onde viveu está a poucos quilómetros da cidade de Évora e não numa zona isolada como se poderia pensar. Fica num terreno onde se chega depois de percorrer uma curta estrada de terra batida, logo a seguir a uma creche para crianças, gerida por uma instituição católica – e muito perto de uma estrada de alcatrão onde passam vários carros e transportes públicos. A facilidade com que Francisco podia entrar e sair dali, fazer-se à estrada e andar nem uma hora até à cidade segundo o Google Maps, impressiona: mostra o medo com que vivia ao ponto de o paralisar e tornar incapaz de pedir ajuda.  (CONTINUA NOS COMENTÁRIOS)

NB:RECORDÁMOS QUE JÁ TIVEMOS ALGUNS PORTUGUESES A PASSAR POR ESTA SITUAÇÃO, PRINCIPALMENTE NOS INÍCIOS DESTA NOVA ONDA DE EMIGRAÇÃO. ENTRETANTO CRIARAM-SE ORGANISMOS DE APOIO AO EMIGRANTE E ESTAS SITUAÇÕES JÁ NÃO ACONTECEM COM TANTA FREQUÊNCIA...MAS AINDA ACONTECEM!

(22)DIA ESPECIAL: COMO APARECEU O DIA DO PAI!(várias versões)

[TRAZIDO DO NOTÍCIAS AO MINUTO-19/3/2016]

CURIOSIDADE: COMO SURGIU O DIA DO PAI?
Resultado de imagem para imagens do dia do pai

«Hoje é Dia do Pai. Sabe porquê?

O Dia do Pai celebra-se hoje em Portugal. Sabe como surgiu a data?

A 19 de março em Portugal, Espanha, Itália, Andorra, Bolívia e Liechtenstein. Noutras datas um pouco por todo o mundo. O Dia do Pai é uma celebração mundial, mas a sua origem é ainda uma incógnita.

Pela Internet, surgem algumas opções distintas. A primeira remete para o ano 2000 a.C. Rezam as páginas online que um menino da Babilónia chamado Elmesu escreveu, num dia 19 de março, uma mensagem para o seu pai, em que lhe desejava saúde e longevidade.

Mas há quem diga que foi nos Estados Unidos que esta celebração começou. Conhecidos por terem motivos para festejar tudo e mais alguma coisa, os norte-americanos puxam pelos galões também no Dia do Pai, defendendo que a data foi criada em 1909 pela filha de um militar.

Na altura, Sonora Luise quis homenagear o seu pai e a sua mensagem começou por inspirar outros filhos… e assim se repetiu de ano para ano até, em 1972, Richard Nixon (Presidente de então) ter oficializado o Dia dos Pais no país (mesmo que, em 1910, o governador do estado de Washington já tivesse proclamado este dia), conta o site do canal História. Nos Estados Unidos, o Dia dos Pais é celebrado no terceiro domingo de junho.

Contudo, há ainda uma terceira versão (e esta bem mais próxima). Conta o El Mundo, numa publicação feita no ano passado, que o Dia do Pai nasceu em Espanha, mais concretamente na Escola do Bairro de Belmonte em 1948.

Nessa altura, a professora Manuela Vicente Ferrero (conhecida como Nely) quis destacar os pais dos seus alunos, criando uma celebração a 19 de março que acabou por se repetir anualmente e se expandir por outros países, como é o caso de Portugal.

Por cá, o Dia do Pai coincide com o Dia de São José, Santo (muito) popular da igreja católica.»



sexta-feira, 18 de março de 2016

(21)POR CÁ: ACTIVIDADES PRÓ 3º FDS!(março/16)

AQUI FICAM ALGUMAS ACTIVIDADES PREVISTAS PRÓ 3º FIM-DE-SEMANA DE MARÇO DE 2016:


1-CINEMA: Sexta e Sábado à noite


2-DESPORTO: Sábado e Domingo

2.1-FUTEBOL CAMADAS JOVENS:


2.2-FUTSAL MASCULINO


2.3- ANDEBOLE: Sábado de manhã e Domingo à tarde
Resultado de imagem para andebol+imagens

3-PROVA DE TIRO: Domingo de manhã
Resultado de imagem para imagens+prova de tiro
(no complexo de tiro de várzea da serra)

4-CONCERTO MUSICAL: Domingo à tarde


5-COMEMORAÇÃO DO DIA DA ÁRVORE: Sexta, Sábado, 2ª Feira e 3ª Feira
Resultado de imagem para imagens arvore

6-OUTROS: VER NOS COMENTÁRIOS!

VOTOS DE UM BOM FIM-DE SEMANA!

A MODERADORA PRINCIPAL DO TARPOUCAndo

NB:VOLTAMOS A RECORDAR QUE ESTÃO ABERTAS AS INSCRIÇÕES PRÓS CONCURSOS: "TAROUCA TEM TALENTO" E "ELEIÇÃO DA MISS TAROUCA".

(20) EDUCAÇÃO: AVALIAÇÃO EXTERNA NO ENSINO BÁSICO!(regime transitório)

[TRAZIDO DO OBSERVADOR-17/3/2016]-[CAROS BLOGUISTAS: DEPOIS DO Sr MINISTRO DA EDUCAÇÃO TER ANUNCIADO A INTENÇÃO DE IMPLEMENTAR UM MOVO MODELO DE AVALIAÇÃO EXTERNA NO ENSINO BÁSICO SEGUIU-SE UM LONGO PERÍODO DE SILÊNCIO, DEIXANDO AS ESCOLAS UM TANTO OU QUANTO NERVOSAS (e compreende-se). ESSE SILÊNCIO FOI ONTEM QUEBRADO, ONDE SE FICOU A SABER QUE AS PROVAS (consideradas importante pela nova equipa ministerial), SERÃO OPTATIVAS ESTE ANO. OU SEJA: À PERGUNTA "VAMOS TER PROVAS ESTE ANO?", A MELHOR RESPOSTA PARECE-NOS SER: "SIM...NÃO...TALVEZ!ProfAnónima]
Resultado de imagem para imagens de escolas
«Provas de aferição no ensino básico só serão obrigatórias no próximo ano letivo

As provas de aferição no 2.º, 5.º e 8.º anos só serão obrigatórias no próximo ano letivo. Este ano fica ao critério das escolas fazer ou não as provas. Ministério já marcou as datas das provas.

Tiago Brandão Rodrigues tem defendido as mais-valias de ter provas de aferição ao invés de provas finais

As provas de aferição no ensino básico – 2.º, 5.º e 8.º anos – só serão obrigatórias a partir do ano letivo 2016/2017.)

Este ano fica ao critério de cada escola fazer ou não, anunciou o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, na conferência de imprensa que se seguiu ao Conselho de Ministros, onde foi aprovado o modelo integrado de avaliação externa das aprendizagens no ensino básico.


“As escolas têm a possibilidade de não efetuar as provas [este ano]. A introdução deste regime transitório visa ir ao encontro das preocupações que existiam por parte de alguns diretores”, explicou Tiago Brandão Rodrigues, acrescentando que “esta solução transitória não vai provocar nenhum problema de equidade”.

Por outro lado, as escolas que se vinham preparando para as provas finais de 4.º e 6.º anos (e que foram eliminadas) poderão também optar por realizar provas de aferição nesses anos “se quiserem aferir internamente os processos de aprendizagem”.

Questionado sobre se a criação desta norma transitória mostra que houve precipitação por parte do Governo nesta matéria, Tiago Brandão Rodrigues respondeu rapidamente que “não houve nenhuma precipitação”, explicando que foi entendido “que esta norma transitória tem sentido para que as escolas se possam organizar”.

Em comunicado, o Ministério da Educação explica que “no presente ano letivo, as escolas que, mediante devida fundamentação, não pretendam a realização das provas de aferição, devem comunicar a decisão ao Júri Nacional de Exames, até ao final de abril”. E, “do mesmo modo, as escolas que, durante o corrente ano letivo, pretendam a aferição e obtenção de dados de fim de ciclo, poderão decidir pela realização, com caráter de diagnóstico, das provas de Português e Matemática, nos 4.º e 6.º anos. Para estes casos, a tutela disponibiliza uma matriz de auxílio à sua realização”.

Lembre-se que pais e diretores de escolas vinham mostrando alguma preocupação por ainda não haver datas para as provas, nem modelos das mesmas, quando estamos perto do fim do segundo período letivo.

A eliminação das provas finais do 4.º e 6.º anos e substituição das mesmas por provas de aferição no 2.º, 5.º e 8.º anos foi uma das primeiras medidas deste ministro.

Calendário de provas do Ensino Básico 2015/2016:


23 de maio a 3 junho

– provas do 4º ano e 6º ano – Português e Matemática – em horário a determinar pela escola

6 de junho

– prova de aferição de Português e Estudo do Meio do 2º ano – 10h30

– prova de aferição de Português do 5º ano – 10h30

– prova de aferição de Português do 8º ano – 14h30

8 de junho
– prova de aferição de Matemática e Estudo do Meio do 2.º ano – 10h30

– prova de aferição de Matemática do 5.º ano – 10h30

– prova de aferição de Matemática do 8.º ano – 14h30

Provas finais do 9.º ano

17 de junho – 1ª fase das provas finais de Português do 9º ano
21 de junho – 1ª fase das provas finais de Matemática do 9º ano
15 de julho – 2ª fase das provas finais de Português do 9º ano
20 de julho – 2ª fase das provas finais de Matemática do 9º ano
12 de julho – divulgação das notas da 1ª fase das provas finais de Português do 9º ano de escolaridade
5 de agosto – divulgação das notas da 2ª fase das provas finais de Português do 9º ano de escolaridade

(Artigo atualizado pela última vez às 13h15, com informação sobre datas dos exames)»

quinta-feira, 17 de março de 2016

(19)POR CÁ: COMEMORAÇÃO DO DIA MUNDIAL DA ÁRVORE!

CAROS BLOGUISTAS: A CÂMARA QUER APROVEITAR O DIA MUNDIAL DA ÁRVORE/FLORESTA PRA FAZER A PLANTAÇÃO DE 700 ÁRVORES NO PARQUE DAS MERENDAS DA SANTA HELENA. PRÓ EFEITO ESTÁ A PEDIR A COLABORAÇÃO DOS TAROUQUENSES! INFORME-SE ATRAVÉS DO:(254 677 420)


INFORME-SE (254 677 420)...E COLABORE!

A MODERADORA PRINCIPAL DO TAROUCAndo

quarta-feira, 16 de março de 2016

(18)EDUCAÇÃO: O QUE PENSAM OS ALUNOS PORTUGUESES DA ESCOLA?(post 2 em 1)

(POST 2 EM 1))POR CÁ: FÓRUM EDUCAÇÃO E CULTURA, AMANHÃ DE MANHÃ NO AUDITÓRIO MUNICIPAL!
 
Caros Bloguistas: Nas véspera de Tarouca realizar um fórum sobre Cultura e Educação, foram divulgadas as conclusões do inquérito HBSC, realizado pela OMS, que poderá constituir um bom instrumento de reflexão. Igualmente importante poderão ser as mudanças ventiladas pela nova equipa do Ministério da Educação(*), bem como as alterações que os agentes locais preconizam (**).




EDUCAÇÃO: O QUE PENSAM OS ALUNOS PORTUGUESES DA ESCOLA?(estudo)

«Jovens portugueses gostam da escola, mas sentem muita pressão, indica estudo

A maioria dos adolescentes portugueses gosta da escola, sobretudo dos colegas e dos intervalos, mas são a nível mundial os jovens que maior pressão sente na vida escolar e que têm pior perceção do seu desempenho.

Segundo o inquérito "Health Behaviour in School-aged Children" (HBSC) feito para a Organização Mundial da Saúde e hoje divulgado, os jovens portugueses têm "uma pior perceção da sua performance escolar, comparando com grande parte dos países" analisados, num total de mais de 40 estados da Europa e da América do Norte.

Em Portugal foram inquiridos mais de 6.000 alunos dos 6.º, 8.º e 10.º anos, tendo as últimas entrevistas ocorrido em 2014.

Os jovens portugueses têm tradicionalmente uma pior perceção da sua performance escolar, mas ainda assim esta situação tem melhorado ligeiramente.

Em média, os estudantes portugueses referem "grande stress" com os trabalhos da escola, sobretudo em comparação com os outros países.

Já quanto ao gosto pela escola, os adolescentes em Portugal mostram melhor apreciação do que a média dos restantes países, mas o seu gosto centra-se sobretudo no convívio social e não na vertente académica.
Grande parte destes dados nacionais tinha sido já divulgada o ano passado, mas é possível agora aos responsáveis pelo projeto HBSC fazer uma comparação com as conclusões obtidas pelos outros países nalguns pontos.

No inquérito português, o número de jovens que afirmava sentir fome por não ter comida em casa tinha aumentado em 2014, um fenómeno que se tinha mantido estável desde 2006.

Nos dados divulgados no ano passado pelos responsáveis portugueses, 99% dos inquiridos relatavam ter boa nutrição, mas 80% ingeriam comida não saudável, 75% afirmavam comer por vezes demasiado e 63% reportavam comer "o que calha".

O mesmo inquérito revelava que um em cada seis adolescentes portugueses entre os 13 e os 15 anos se magoaram a si próprios de propósito mais do que uma vez em 2014, a maioria deles nos braços.

As auto-mutilações apresentavam uma tendência crescente, com 15,6% dos adolescentes do 8.º e 10.º anos a referirem ter-se magoado de propósito mais do que uma vez e 20% disseram tê-lo feito pelo menos uma vez.
Como positivo, o estudo HBSC aponta para um decréscimo do consumo de álcool, tabaco e substâncias ilegais, uma realidade que é comum aos adolescentes europeus.

Quanto à sexualidade, o número de adolescentes portugueses que já teve relações nas idades abarcadas pelo estudo tem vindo a diminuir desde 2006, o que aponta para que comecem mais tarde a vida sexual (um dado partilhado com as outras realidades europeias).

Apesar disso, em 2014 houve uma diminuição do uso do preservativo e um aumento das relações sexuais associadas ao consumo de álcool.

Entre as razões para não usar o preservativo, os jovens referem como motivos centrais "não ter pensado nisso", "não ter preservativo consigo", "os preservativos serem muito caros" ou "ter bebido álcool em excesso".

"Em Portugal foi ainda preocupante que nem todos os adolescentes que já referem ter tido relações sexuais consideram que tiveram na altura em que quiseram e decidiram", refere a coordenadora nacional do projeto HBSC, Margarida Gaspar de Matos, apontando para a necessidade de a educação sexual sair do âmbito da prevenção de risco e passar a abordar a sexualidade em termos de competências pessoais, de equidade de género e de direitos humanos.»

(*)A NOVA EQUIPA MINISTERIAL PRETENDE APOSTAR NA AVALIAÇÃO AFERIDA EXTERNA, NOS ANOS INTERMÉDIOS , ETC.

(**)NA ÚLTIMA REUNIÃO DA AMT, FALOU-SE NA POSSIBILIDADE DO FIM DO SECUNDÁRIO NA ESCOLA DE TAROUCA, ETC.